domingo, 29 de novembro de 2009

Gabrielle Andersen

Acho que é justo dedicar um post a esta mulher que se tornou sinônimo de superação nas olimpíadas de 1984 a primeira em que foi disputada uma maratona feminina.

Até então a medicina em geral afirmava que mulheres não poderiam disputar uma prova de 42k.

A Gabrielle não ganhou nenhuma medalha,chegou apenas em 37º das pouco mais de 50 mulheres que largaram, sendo que 44 terminaram, e a 44ª foi a brasileira Eleonora Mendonça.

O fato que mais chamou a atenção não foi o de a Suíça Gabrielle completar a prova mas a maneira que ela completou a prova, lutando com seus limites e contra o corpo.

Durante a volta na Arena os médicos a questionaram se ela queria parar, mas ela não desistiu, completando a prova e levando todos a loucura.

Este vídeo é uma reportagem do Esporte Espetacular que comemorava 30 anos, achei interessante ele pois há uma entrevista com a Gabrielle que fala um pouco da sua experiência.

Esse vídeo mostra a mágica da corrida, um esporte onde não existem perdedores, o simples fato de correr já é uma vitória, sendo o premio maior cruzar a linha de chegada, seja em primeiro, seja em último, isso é apenas um detalhe.

Na Corrida todos somos vencedores!

Um comentário:

Anne disse...

É uma lição de vida e de conquista.arepates