terça-feira, 13 de outubro de 2009

Empresa lança bebida energética em formato de pastilha

Clipboard01
Recebi hoje um e-mail interessante do meu amigo Rodrigo Barros, que estava navegando pelo Webrun e encontrou a matéria do Alexandre Koda, sobre uma nova pastilha energética efervescente lançada na semana passada. Algumas características do isotônico logo abaixo:

As pastilhas Suum são um novo formato de bebida isotônica para repor os sais minerais perdidos durante uma atividade física intensa. O repositor vem numa embalagem contendo 10 unidades e se assemelha a diversos produtos encontrados no mercado, como as Vitaminas C.
O Suum é uma idealização do atleta Johan Contreras e do farmacêutico-bioquímico Ivo Becaro, que adquiriram know-hall fora do país antes de iniciar uma produção 100% nacional. “Essa é a primeira opção no mercado interno com vantagens competitivas e diferenciais potencializados, pois sua fórmula também concentra vitamina B”, afirma Johan, diretor comercial da empresa
Entre os diferenciais deste tipo de isotônico está o fato de não possuir adição de açúcar, o que permite o consumo por pessoas diabéticas e a não existência de carboidratos, comum nas marcas concorrentes. Durante as disputas de longa distância, os atletas podem consumir o Suum sem se preocupar em ingerir calorias de forma demasiada, já que provavelmente já consumiram carboidratos na noite anterior.
Antes do lançamento, o Suum foi testado com um grupo de atletas do Grupo Pão de Açúcar que competiu a Race Across América, uma das mais tradicionais provas de ciclismo dos Estados Unidos, na qual os competidores são expostos a condições extremas de esforço físico. Segundo o nutricionista Mário Augusto Cunha, responsável pela aplicação do produto nos ciclistas, houve uma alternância no consumo da bebida eletrolítica e de gel, este último muitas vezes rejeitado.
Cada tubo contendo 10 pastilhas custa R$ 35 e pode ser encontrado em lojas de suplementos alimentares, farmácias, academias, ou no site oficial www.suum.com.br. O sabor lima-limão por enquanto é o único disponível.

Se pensarmos que uma unidade do Gel GU está a venda por $4 , o preço deste produto é até acessível. Resta ver se os resultados são satisfatórios ou ficam abaixo do Gel. Eu mesmo estou parando de utilizar o Gel em provas abaixo de 15K. Muitas vezes sinto ânsia e dor de cabeça após a prova.

E você? Gosta de utilizar Carboidratos durante a prova? Quais suas expectativas para a próxima geração de repositores energéticos?

2 comentários:

Rinaldo disse...

Olá Ismael,

Eu tive a oportunidade de experimentar o produto no Running Show e o sabor é muito bom.

Seria interessante ter pastilhas menores, tipo para dissolver nos 200 ml de um copo, que é o normal durante as provas.

Bons treinos!

Ismael Paulo Santos disse...

Oi Rinaldo! Concordo com você, pois normalmente os copos nas provas são de 200ml. Acabamos por aproveitar mal este item, se a quantidade não for adequada. Uma dica boa ficaria a cargo das acessorias, já que algumas ficam em pontos estratégicos da prova para entregar os isotônicos aos atletas (Assim como eu vi na meia internacional do RJ), já dissolvidos com água.